Os riscos e os desafios das universidades públicas diante do fenômeno da privatização do uso público da razão

  • Martonio Mont'Alverne Barreto Lima Universidade de Fortaleza
  • Vinícius Madureira Maia Advogado, Maia é aluno do mestrado acadêmico do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Advogado da Universidade Estadual do Ceará

Resumo

tem-se por objeto no presente trabalho uma análise acerca dos riscos e desafios das universidades públicas no contexto da assim chamada "privatização das ciências humanas" e sociais. A partir do exame de tomada de decisões políticas no Reino Unido, Japão e no Brasil, seguida de um levantamento bibliográfico concernente ao problema, investiga-se se a retirada das disciplinas de filosofia, sociologia, artes, etc. das matrizes curriculares obrigatórias, sobretudo do ensino superior, seria decorrência de uma tendência à pragmatização da especificidade do ensino, porventura melhor apropriada à dinâmica do capitalismo global. Servindo-se da obra de autores europeus e nacionais, verifica-se se tal processo tem contribuído a uma transformação metanóica da universidade, enquanto instituição social, em uma organização prestadora de serviços. Averigua-se a relação entre o controle ambivalente — Estado e mercado — do serviço educacional dito "competitivo" e o imperativo pós-fordista de produção acadêmica rápida e contínua (publish or perish), que acarretaria tanto o surgimento de "carteis" voltados ao domínio exclusivo da publicação de artigos científicos, como a ausência de qualidade e consistência em tais "produtos”, a despeito dos critérios e sistema de avaliação utilizados. Conclui-se com uma breve avaliação da atual representação do Estado brasileiro, após o encerramento prematuro do governo Dilma (2010-2016), e a indicação dos possíveis agentes históricos a serem mobilizados em face de uma tendência mundial, tecnocrática e reformista do ensino.

Palavras-chave: Ciências Sociais. Humanas. Universidade. Produtivismo.

Biografia do Autor

Martonio Mont'Alverne Barreto Lima, Universidade de Fortaleza

Martônio Mont’Alverne Barreto Lima é Prof. Titular da Universidade de Fortaleza (UNIFOR). Doutor e Pós-Doutor em Direito (Rechtswissenschaft) pela Johann Wolfgang Goethe-Universität Frankfurt am Main. Procurador do Município de Fortaleza.

 

Endereço profissional: Universidade de Fortaleza, Centro de Ciências Jurídicas, Mestrado em Direito Constitucional, Av. Washington Soares,1321, Bloco B, Bairro Edson Queiroz, CEP 60.811-341, Fortaleza-CE, Brasil, Caixa-postal: 1258, Telefone: (85) 34773058, Fax: (85) 34773058; URL da Homepage: http://www.unifor.br

 

Vinícius Madureira Maia, Advogado, Maia é aluno do mestrado acadêmico do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Advogado da Universidade Estadual do Ceará

Vinícius Madureira Maia é aluno do mestrado acadêmico do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Advogado da Universidade Estadual do Ceará.

                        

Endereço profissional: Universidade Estadual do Ceará, Av. Dr. Silas Munguba, 1700, Campus do Itaperi, Prédio da Reitoria, Procuradoria Jurídica, CEP 60.740-903, Fortaleza-CE, Brasil, Telefone: (85) 30101-9682, Fax: (85) 3101-9684; URL da Homepage: http://www.uece.br

Publicado
2017-05-13
Como Citar
Barreto Lima, M. M., & Maia, V. M. (2017). Os riscos e os desafios das universidades públicas diante do fenômeno da privatização do uso público da razão. Revista Brasileira De Sociologia Do Direito, 4(2). https://doi.org/10.21910/rbsd.v4n2.2017.145
Seção
Artigos