“Land grab” na América Latina: expressões da nova colonialidade sobre terras, direitos e identidades sociais

Luís Felipe Perdigão de Castro

Resumo


RESUMO

A demanda mundial por terras é um fenômeno geopolítico global, que impulsiona aquilo que se convencionou chamar de “land grabbing”, “acaparamiento de tierras” ou “extranjerización” de glebas. Partindo desse tema, o presente artigo debate os conceitos e características da estrangeirização de terras, como instrumento de acesso à terra por pessoas e grupos estrangeiros, enfatizando as confluências jurídicas e atuais significados na América Latina. O foco do estudo são os possíveis impactos do fenômeno sobre as identidades sociais rurais. O objetivo é contextualizar a assim chamada corrida mundial por terras, através de dados da FAO (2011), à luz de elementos sociológicos e jurídicos que permeiam a questão.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21910/rbsd.v5n2.2018.181

Apontamentos

  • Não há apontamentos.