O campo jurídico e a formação do estado moderno à luz da teoria sociológica de Pierre Bourdieu

  • Francisco Geraldo Matos Santos UFPA
  • Ingrid Sousa Domingues UFPA

Resumo

O presente texto é fruto de uma pesquisa bibliográfica em algumas das obras de Pierre Bourdieu, cujo fito consistiu em verificar a relação entre o Direito (ou campo jurídico) e a formação do Estado moderno. Para tanto, partiu-se da hipótese que o Direito esteve intrinsecamente ligado à formação do Estado, principalmente quando se depreende que o capital jurídico tende a universalizar determinados conceitos e princípios, que do ponto de vista comparativo, se relaciona com a análise objetiva das estruturas apresentadas por Bourdieu.

Biografia do Autor

Francisco Geraldo Matos Santos, UFPA
Doutorando em Direito (PPGD/UFPA). Mestre em Ciência Política (PPGCP/UFPA). Especialista em Processo Penal e em Direito Público pela Faculdade Prof. Damásio de Jesus (SP). Graduado em Direito (UNAMA). Assessor Jurídico no Município de Santa Izabel do Pará, Professor Universitário.
Ingrid Sousa Domingues, UFPA
Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da UFPA. Especialista em Direito Tributário (2012). Graduada pela Universidade Federal do Pará (2010). Atuação profissional nas seguinte áreas: Tributário, Previdenciário, Trabalhista e Cível. Servidora Pública Federal, exercendo o cargo de Técnica em Educação na Universidade Federal do Pará. 
Publicado
2020-01-01
Como Citar
Santos, F. G. M., & Domingues, I. S. (2020). O campo jurídico e a formação do estado moderno à luz da teoria sociológica de Pierre Bourdieu. Revista Brasileira De Sociologia Do Direito, 7(1), 18-32. https://doi.org/10.21910/rbsd.v7n1.2020.359
Seção
Artigos