Direito e produção de subjetividades

um diálogo a partir da literatura

  • Andressa R Bissolotti dos Santos Universidade Federal do Paraná
  • Mariana Garcia Tabuchi Ponti´ficia Universidade Católica do Paraná
Palavras-chave: Subjetividade, Processo penal, Cotidiano forense, Michael Foucault, Judith Butler

Resumo

Através da articulação entre o conto A Pane, de Friedrich Dürrenmatt, e as filosofias de Michel Foucault e Judith Butler, discute-se a produção de fatos e sujeitos no contexto dos tribunais, especialmente nos processos penais, rearticulando a seletividade do sistema penal a partir desse aporte. Parte-se de uma metodologia ensaísta, que utiliza a literatura como metáfora das práticas cotidianas no campo jurídico.

Biografia do Autor

Andressa R Bissolotti dos Santos, Universidade Federal do Paraná
Doutoranda em Direitos Humanos e Democracia pelo Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná - PPGD UFPR e mestra em Direitos Humanos e Democracia pela mesma instituição.  É secretária da Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero da OAB/PR e da Comissão de Direito Homoafetivo e Gênero do IBDFAM/PR. Professora de Direito da Universidade Estadual de Maringá e da Faculdade de Pinhais. Advogada.
Mariana Garcia Tabuchi, Ponti´ficia Universidade Católica do Paraná

Mestranda em Direitos Humanos e Políticas Públicas pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Especialista em Direito Penal e criminologia pelo Instituto de Crimonologia e Política Criminal.

Publicado
2021-08-11
Como Citar
Bissolotti dos Santos, A. R., & Garcia Tabuchi, M. (2021). Direito e produção de subjetividades: um diálogo a partir da literatura. Revista Brasileira De Sociologia Do Direito, 8(3), p. 78-97. https://doi.org/10.21910/rbsd.v8i3.423