Representação de mulheres na esfera pública política brasileira

o caso da campanha "Meu voto será feminista"

  • Karen de Sales Colen Universidade Federal Fluminense
  • Eder Fernandes Monica Universidade Federal Fluminense
  • Natália Caroline Soares de Oliveira Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: Feminismo

Resumo

O objetivo desse trabalho é analisar quais os impactos da campanha “Meu voto será feminista” para a representatividade das mulheres na esfera pública política brasileira nas eleições 2018, considerando aspectos como representação, redistribuição e presença de mulheres nos espaços políticos. O desafio à representatividade das mulheres na esfera pública pode ser compreendido a partir da dicotomia público/privado, que as relega ao âmbito doméstico. Nesse sentido, a teoria política feminista utiliza esses termos para questionar o isolamento da mulher na esfera familiar, que por muito tempo impediu a sua participação nas decisões e deliberações ocorridas na esfera pública. Assim, os aspectos metodológicos dizem respeito a análise de dados na internet, com consultas aos sítios eletrônicos da referida campanha, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e do Tribunal Superior Eleitoral. Além disso, a revisão bibliográfica compreende as discussões que envolvem os conceitos de esfera pública e representação, desenvolvidos por Jürgen Habermas e Nancy Fraser, respectivamente. Por fim, argumenta-se que o desenvolvimento da Campanha para as eleições municipais de 2020 é um caminho para uma maior participação, representação e representatividade das mulheres na esfera pública política brasileira.

Biografia do Autor

Karen de Sales Colen, Universidade Federal Fluminense

Mestra (2019) e Doutoranda em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal Fluminense. Integra o Grupo de Pesquisa Sexualidade, Direito e Democracia (SDD/UFF)

Eder Fernandes Monica, Universidade Federal Fluminense

Doutorado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal Fluminense (2013). Estágio de pós-doutoramento na Universidade Complutense de Madrid (2019-2020). Mestrado (2008) e graduação (2005) em Direito pela Universidade Estadual de Londrina. Atualmente é professor adjunto da Faculdade de Direito da Universidade Federal Fluminense e professor dos programas de pós-graduação em Sociologia e Direito e em Direitos, Instituições e Negócios.

Natália Caroline Soares de Oliveira, Universidade Federal Fluminense

Doutoranda pelo programa de Pós-Graduação em Justiça Administrativa da Universidade Federal Fluminense. Mestre em Ciências Sociais e Ciências Jurídicas pelo programa de Pós-Graduação em Sociologia e Direito da Universidade Federal Fluminense.

Publicado
2021-08-11
Como Citar
de Sales Colen, K., Fernandes Monica, E., & Soares de Oliveira, N. C. (2021). Representação de mulheres na esfera pública política brasileira: o caso da campanha "Meu voto será feminista". Revista Brasileira De Sociologia Do Direito, 8(3), p. 237-256. https://doi.org/10.21910/rbsd.v8i3.463