[1]
M. B. Kobielski e R. G. Azevedo, “A desigual distribuição do status de criminoso:: pensando a criminalidade patrimonial a partir dos delitos de furto e peculato”, RBSD, vol. 7, nº 1, p. 118-136, jan. 2020.